quinta-feira, 31 de outubro de 2013

COMO TOCAR (UM POUCO DE) PIANO SEM SABER PARTITURA OU TEORIA MUSICAL

Bom, pra começo de conversa, preciso deixar claro que não pretendo ensinar ninguém a tocar piano. Não sou professor nem formado em música. Até abril deste ano, nunca pus as mãos num instrumento musical. Minha única intenção é dar uma dica de como alguém que não sabe nada de música nem ler partitura pode aprender a tocar uma determinada música no piano.

Muito bem. A primeira coisa que você ver ter à disposição é acesso à Internet e um piano. A segunda e mais importante é: vontade. Sem ela dificilmente você conseguirá bons resultados em algumas semanas. Como por exemplo tocar uma música de 2 ou 3 minutos completa, com poucos erros. O que eu quero dizer é que aprender um instrumento exige dedicação, e ela só existe se a pessoa tem uma boa dose de vontade em aprender. Aquela coisa de ficar horas em frente a uma tela e um teclado (de piano) para conseguir muito pouco em troca deve ser algo prazeroso e com sentido.

Primeiro passo: escolha uma música. De preferência algo que você já tenha ouvido bastante e admire muito (que dê uma vontade IMENSA de aprender, de tão BELA que é).

Segundo passo: você se dedicará única e exclusivamente a aprender essa música - pelo menos de início. Concentração é algo muito importante nas primeiras semanas (depois, à medida que você for pegando jeito, pode variar de uma para outra com o fim de não enjoar).

Terceiro passo: entre no YouTube e veja se existe um tutorial para a sua música. Se sim, provavelmente o(a) professor(a) irá filmar o teclado e ir mostrando os trechos dela, vagarosamente, tecla por tecla, explicando o ritmo e as dicas. E nesse momento, para melhor registrar as notas, eu criei um sistema arcaico que faz uso do visual do teclado.

Eis como ele é montado:

- Desenhe um teclado (ver figura 1) numa folha A4;



- Nomeie as teclas (notas): dó ré mi fá sol lá si
Faça isso para umas 3 oitavas (isto é, 3 vezes, 3 repetições, para reproduzir boa parte do
comprimento do mesmo);

- Trace linhas verticais até o fim da folha (embaixo), cada uma partindo da linha de
separação entre uma tecla e outra;

- Trace linhas horizontais com um espaçamento que permita a inserção de 2 letras (uma
embaixo da outra);

O resultado disso se parece com a figura 2 que coloquei disponível.



Pronto. Agora você já possui a prancheta para anotar a sua música. Resta explicar a forma de ir registrando o que te ensinam no vídeo.

É bom simples. Vá aprendendo por trechos a lição. Vá dividindo a música em pequenas seções de poucas notas e para cada seção deve ser dedicada uma linha de seu diagrama.

Por exemplo, se a primeira seqüência que você observar for um,

DÓ - FÁ - SOL bemol - FÁ

Anote embaixo dessas respectivas teclas / notas musicais a números indicando a ordem em que elas devem ser tocadas: 1 embaixo do DÒ; 2 embaixo do FÁ, 3 (negrito) embaixo do SOL bemol; e 4 embaixo do FÀ. Nesse último caso escreva o 4 embaixo do 2 para não confundir (por isso eu sugeri deixar um espaço para caber pelo menos dois números na vertical. Veja a segunda figura para melhor compreensão.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
OBS: bemol é aquela nota preta entre duas brancas. Seu símbolo é um b pequeno. Ela é meio tom ACIMA da nota que a anterior. Por exemplo, Sol bemol é meio tom acima de Sol. Existe também o sustenido (cujo símbolo é um joguinho da velha). Ele é meio tom ABAIXO.

Então: bemol --> 1/2 tom ACIMA
sustenido --> 1/2 tom ABAIXO
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

E assim você pode ir registrando, linha por linha, a ordem das notas que devem ser tocadas. A cada mudança de trecho, a numeração começa novamente (senão provavelmente tu chegue ao 80, 90, 100,...e além. o que é muito pouco prático).

É claro que esse método não é muito eficaz. Por exemplo, ele não te dá uma idéia dos tempos, algo fundamental para a harmonia musical.

Mas garanto que já dá pra se auto-impressionar. E - mais legal - se distrair por horas e horas e horas.

Boa diversão!


3 comentários:

  1. obrigado pela dica, estou iniciando com meu teclado , um abraço.

    ResponderExcluir
  2. obrigado pela dica, estou iniciando com meu teclado , um abraço.

    ResponderExcluir
  3. boa dica, mas sustenidos e bemóis são exatamente o contrário. sustenido (#) = 1/2 tom ACIMA
    bemol (b) = 1/2 tom ABAIXO

    ResponderExcluir